(19) 3806-3679 | 3806-6885

(19) 3806-3679 | 3806-6885

Notícias

Errei. E agora?

Algumas vezes nos deparamos com situações do tipo: “ah, eu errei, mas isso só aconteceu porque outra pessoa não fez a parte dela”, ou então: “eu errei mas a culpa não é só minha, outra pessoa também errou” e por aí vai. Essas são algumas observações que ouvi durante esta semana em alguns lugares que visitei.

É claro que essa não é uma boa atitude, pois quando alguém comete um erro, a atitude menos ideal é apontar o erro de alguém como se isso fosse, de alguma forma, diminuir ou justificar o seu próprio erro. O erro de quem quer que seja não diminui em absolutamente nada a responsabilidade daquele que comete algo de forma equivocada.

Por isso, digo aqui: assumir seus erros é nobre e, a longo prazo, conquista ainda mais a credibilidade de seus liderados. Isso vale para chefes, empregados, em relacionamentos pessoais e até para os políticos.

Neste tema podemos levar à discussão outras questões que nós vemos em alguns momentos, como por exemplo, ao encontrar pessoas dizendo que a vida não vale mais a pena e que tudo está errado. Quase sempre quem faz esses tipos de comentários não procurou entender o que está acontecendo de verdade ou quais motivos levaram aos fatos. Nesses casos, o errado da história pode ser quem reclama. Afinal, é muito mais fácil culpar o mundo pelos problemas, do que procurar compreendê-los e enfrentá-los de frente.

O difícil é admitir que a culpa daquilo que se desenvolve de outra forma da qual queremos é nossa e que só podemos reverter essa situação olhando para frente. Agora, é preciso que acreditemos em nós mesmos. Isso é tão ou mais difícil quanto admitir os erros. Acreditar que realmente conseguimos algo, leva tempo e demanda força de vontade.

Na maioria das vezes, esse esforço todo é abandonado ao não conseguir o que deseja ou não escutar aquilo que você quer ouvir. Por isso, é importante entendermos que a vida não é feita só de vitórias e que perder faz parte da construção do caminho para chegarmos à perfeição.

É aquela velha história: só aprendemos quando erramos. Enquanto uns justificam seus erros, outros apenas assumem o erro e apreendem com eles. Desejo que todos façamos isso, para crescermos a cada dia.

Boa semana!

VEJA TAMBÉM

O que você tem: negócio ou produto?

Essa semana em um cliente, conversávamos sobre este tema. Tudo começou quando ele apresentou sua ideia para um novo e…

A busca do oceano azul

Hoje o que queremos em nossa vida e em nossa empresa, sem dúvidas, é um oceano azul, onde podemos navegar…

Importância da pesquisa para as empresas

Com o mercado competitivo, nenhuma empresa quer correr o risco de perder clientes, não é mesmo? Ao mesmo tempo que…

Honestidade que não se compra

Ao questionarmos alguém sobre as mais importantes qualidades de um ser humano, certamente, a honestidade estará entre as principais para…