(19) 3806-3679 | 3806-6885

(19) 3806-3679 | 3806-6885

Notícias

Qual nosso rumo?

Essa semana, em mais uma dessas minhas visitas a clientes, o proprietário da empresa relatou uma boa experiência de gestão que desejo compartilhar com vocês, leitores. Certa vez, ele tinha identificado que membros da equipe andavam muito dispersos, desfocados e passavam o dia lendo as mensagens no Whatsapp ou navegando em páginas sem objetivo na internet.

Isso, claro, deixaria os projetos à deriva, sem sequência e, quase sempre, os prazos de entrega eram perdidos. Depois de muito refletir, foi elaborada uma estratégia para não chegar de forma autoritária e conseguir um engajamento maior da equipe.

O proprietário chamou os colaboradores em uma sala e perguntou sobre os objetivos de vida de cada um. Ele queria saber suas ambições e necessidades. Na sequência, com as respostas de cada um, ele comentou sobre a preocupação no andamento dos projetos e sugeriu que cada um fizesse uma lista das prioridades de suas atividades diárias.

Depois pediu que todos dessem notas para essas prioridades e cada um foi falando o que achava mais importante. Com a finalidade de facilitar, um dos membros sugeriu que as notas fossem de 1 a 5, sempre com a visão de importância ao cliente e assim foi feito.

Depois de mais ou menos 30 minutos, chegaram a conclusão de que tudo o que eles achavam importante, apenas três projetos eram importantes para os clientes e geravam lucro diretamente. Desta forma, os funcionários entenderam que precisavam focar naquelas atividades e diminuir ou até cortar as menos relevantes.

Com essa ação a empresa voltou a ter produtividade e as tarefas voltaram a respeitar prazo. Esse é um exemplo de como, às vezes, não basta mandar ou impor sua opinião, é necessário ensinar ou deixar seus colaboradores apreenderem. Uma boa conversa, desde que orientada, pode trazer muitos benefícios a todos.

Devemos apreender com nossa equipe e saber ouvir as mensagens. Nem sempre o patrão está correto em tudo, mas ele sabe onde “o sapato aperta mais o calo” e onde é preciso agir.

Mas uma coisa é certa: fazê-los mudar ou pedir para que vistam a camisa da empresa não é uma tarefa fácil, porém, também não é impossível. É preciso conquistá-los e é cada vez mais necessário envolver todos na solução dos problemas. Somente assim você terá uma equipe dedicada e focada, com os mesmos objetivos que o seu!

Boa semana!

VEJA TAMBÉM

Dedicação e disposição aos 75

A vida corrida em casa e no trabalho já virou rotina para muitos de nós, não é mesmo? É muito…

23 anos

Esse é o tempo que um projeto de vida, ambicioso e prazeroso comemora nesta semana. A TheodoroJr, empresa que criei…

Treinamento da equipe para fidelização dos consumidores

Conquistar esse objetivo não é uma tarefa fácil, já que envolve muitos fatores. Os funcionários estão presentes nos processos de…

Uma revolução está acontecendo. Você percebe isso?

Quantas vezes, eu saí do escritório para uma reunião e quase sempre o tempo que planejei para chegar foi muito…