(19) 3806-3679 | 3806-6885

(19) 3806-3679 | 3806-6885

Notícias

Um Projeto que nasceu para valorizar nossas tradições

Esta semana, fui perguntado sobre o Polo Gastronômico de Mogi Mirim, isso me fez lembrar que desde a época dos barões do café e pelas mais variadas expressões da imigração, principalmente a italiana, Mogi Mirim traz consigo características marcantes: a variedade de sua culinária, a fartura e o excelente atendimento. Quando falo do Polo me emociono, pois participei ativamente de sua organização.

A ideia de transformar Mogi Mirim em polo gastronômico regional surgiu do José Antonio Scomparin, presidente do SICOMERCIO (Sindicato do Comércio Varejista Bens, Serviços e Turismo de Mogi Mirim), quando ainda era presidente da ACIMM (Associação Comercial e Industrial de Mogi Mirim), hoje também presidente do Polo, suas ideias fizeram par com o então Gerente do SEBRAE de São João da Boa Vista, Paulo Cereda.

À época, o Marcos Guarnieri do Buffet Santa Cruz tinha me solicitado cursos para seus garçons, com o intuito de melhorar o atendimento que a empresa já oferecia. A partir de então iniciou-se um trabalho com o SEBRAE e SENAC na busca do treinamento para os funcionários das áreas de cozinha e embalagem, então o Polo Gastronômico começou a ganhar força e sair do papel.

Foi implantado em 2007 com o objetivo de incentivar o turismo em Mogi Mirim, trazendo pessoas de outras cidades para consumir e aumentar as vendas dos bares restaurantes e, em consequência, no comércio.  Mas, logo ganhou novo caráter. O de promover práticas de melhorias no atendimento ao público e na manipulação de alimentos e de compra coletiva.

Desde sua implantação, o projeto conta com as parcerias do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), do Senac (Serviço Nacional do Comércio), Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e Sincomércio de Mogi Mirim.

E é através da presença do Sebrae no projeto que foi fixado o programa Alimento Seguro (PAS). Trata-se de uma atividade oferecida para as micro e pequenas empresas do setor de alimentação. Ele visa conscientizar e orientar os empreendimentos sobre as boas práticas durante a produção, o transporte, a manipulação e a estocagem de alimentos. O PAS oferece treinamento que visa capacitar os pequenos negócios para as boas práticas que abordam higiene pessoal, higiene do local de trabalho, dos utensílios utilizados, armazenamento dos ingredientes utilizados nas preparações, qualidade dos produtos adquiridos de fornecedores e temperaturas adequadas.

Agora o projeto Polo Gastronômico ganha uma nova fase após 10 anos de sua implantação. Trata-se da inclusão de estabelecimentos de Mogi Guaçu e Itapira incentivando assim, o turismo de Mogi Mirim e região. Dessa forma, passa a ter a denominação “Polo Gastronômico da Baixa Mogiana”.

Outro fator importante para a participação no projeto do Polo Gastronômico é a otimização de gastos. Empresários que atuam em conjunto poderão negociar melhores preços juntos aos fornecedores. E essa redução também atingirá os preços repassados aos consumidores. O Polo cria assim um círculo de negociação benéfica a todos os envolvidos direta e indiretamente à sua proposta.

Pense se em seus ramos não existe a possibilidade de união para desenvolvimento de todos, se precisar de ajuda conte comigo.

Boa Semana!

VEJA TAMBÉM

Como fazer anúncios eficientes para Facebook

Você que tem um negócio, sabe da importância da internet para atrair possíveis clientes. Sabe mais ainda que o Facebook,…

Esteja disposto a se qualificar (e mudar!)

Estive nesta semana com um cliente, que me confidenciou a sua receita para viver melhor e com mais tempo livre.…

Na rede social, você é o que publica!

Esta semana, em conversa com uma equipe de trabalho de uma grande empresa, deparei-me com algumas questões provocadas pelas redes…

O Natal e a crença no renascimento

O Natal se aproxima e a data traz consigo a esperança e a crença no renascimento. É época de confraternizações,…